Goianésia, GO
Boa noite - sábado, 07 de dezembro de 2019
 
 
Polícia investiga pai de santo por supostos abusos sexuais após denúncia de jovens, em Goiânia
Globo - 27/06/2019

A Polícia Civil investiga uma série de denúncias feitas por mulheres, entre elas adolescentes, que afirmam ter sido abusadas sexualmente por um pai de santo de 61 anos,em Goiânia . De acordo com a delegada Cássia Sertão, dois inquéritos já foram abertos para apurar os supostos casos de crime de posse sexual mediante fraude.

De acordo com a advogada Mariana Costa, que acompanha o caso, 13 vítimas prestaram depoimentos, mas o número de denunciantes já chega a 19. As jovens procuraram as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher do Centro e do Jardim Curitiba entre a tarde de terça-feira e a manhã desta quarta (26).

O G1 enviou mensagem para uma rede social do homem que seria o denunciado pelas jovens, mas os questionamentos não tinham sido visualizados até por volta das 22h30 desta quarta-feira. A reportagem também não conseguiu outro contato dele e nem saber se já tem advogado.

A delegada informou que ainda não tem um número fechado de denúncias, mas que elas já teriam passado de dez. Os casos registrados no Setor Central só serão remetidos à 2ª Deam nesta quinta, que, segundo Cássia, é a delegacia responsável pela área onde teriam ocorrido os abusos.

“As vítimas contaram que ele usava a prática libidinosa, ou não, como justificativa para a elevação espiritual e resolver os problemas delas. Todas são muito jovens e há relato de que ele praticou sexo oral em algumas e até relação sexual mesmo”, disse Cássia Sertão

A delegada informou que os casos relatados até agora não são recentes, o que impede a realização de exames de corpo de delito. “Algumas vítimas relatam casos isolados, enquanto outras falam que os abusos aconteceram com certa frequência de tempo”, afirmou.

Ainda nesta quarta, segundo a delegada, uma equipe da Deam foi até o terreiro que fica no Balneário Meia Ponte, mas não encontrou ninguém no local.

“Já temos outro endereço dele e vamos intimá-lo para que ele se apresente até esta sexta-feira. Caso ele não compareça para o depoimento, não queira colaborar, a gente tem que pedir a prisão dele. Vamos ouvir mais vítimas e também outras pessoas do terreiro”, contou a delegada, que não soube informar especificamente qual é a religião de matriz africana que as jovens frequentava

Uma das vítimas, uma estudante universitária que prefere não se identificar, contou que o pai de santo incorporava uma entidade e prometia que o tratamento faria as jovens desenvolver mediunidade.

“Ele é um professor e tem muito conhecimento. Eu frequentei lá quase dois anos. Eu fui convidada, e os abusos começaram quando eu fui escolhida para fazer parte dessas consultas com essa entidade”, relatou a jovem.

Ainda de acordo com ela, as consultas aconteciam dentro de um quarto fechado. “Ele desincorporado escolhia essas meninas para a consulta. Não podia falar o que acontecia dentro das consultas, ele não aceitava. A gente não podia contar para ninguém”, afirmou a estudante.

De acordo com a delegada, se ficar comprovado o crime de posse sexual mediante fraude, o suspeito pode pegar de dois a seis anos de prisão.

.




Espalhe:

http://itaja105.com.br/n/19776




Leia também...

22/11/2019 Número de novo partido será 38, diz Bolsonaro
18/11/2019 Chega a 643 número de localidades afetadas por óleo no NE e no ES
18/11/2019 Aumento de 358% de flagrantes de embriaguez ao volante
18/11/2019 Rio Verde assina projeto com Israel para transferência de tecnologia, agricultura, segurança e inteligência artificial
18/11/2019 Workshop sobre inovação e proteção de dados acontece em Goiânia
08/11/2019 Receita abre consulta ao sexto lote do Imposto de Renda
08/11/2019 Cerca de seis mil empregos podem ser gerados com expansão de indústria de refrigerantes em Aparecida
08/11/2019 Brasil garante mais um ouro e prata no Atletismo Paralímpico de Dubai